sábado, 16 de agosto de 2008

Bem vinda casa nova...

Abro a janela desta casa , para que os pássaros, as letras e os amigos possam passar ou migrar...



A primeira coisa que podemos imaginar numa casa nova é, sem dúvidas, como vamos nos portar de agora por diante. Alguns medos ou receios passeiam pela minha cabeça... Mais diante de uma janela aberta só nos resta debruçar e ver o tempo em suas cambalhotas. Por aqui postarei poemas, contos e causos, meus e dos amigos. O tempo ditará quem vem, e quem passa. Mais todos, todos os que por aqui figurarem, estejam certos de que são e serão sempre bem vindos...

Mi casa, su casa. Hermano (a)


-Tenho sempre comigo que: alguns clichês são necessários...



Georgio Rios

Nenhum comentário:

Postar um comentário