quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Estação

















O mar, o mar, o mar
distante.


E o céu, sem véu, sem seu
instante.

O mar, o mar o mar...
Sextante.

Ó mar perene, e vasto
que inunda
o céu, azul,

e as casas, todas
que não habitei...

imagem : www.flirck.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário