segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Infindável

As finas formas
flores invisíveis
de
frêmitos famintos,
femininos

Asas falenas,
falam de silêncios
fixam poeira
trazem esquecimento,
imprevistos

trazem
o que não mais importa

inevitáveis:
são as ondas que beijam a praia
quando o sol
se esconde infinito ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário