quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Mais um bilingue....

OCASO

Olvidar en silencio
Esta forma
mirar despacio
el cielo, la tarde
el ojo lejano
después
oir, sin prisa
la misma musica
del fin

en el espejo
en el espejo...


FIM DE TARDE


Esquecer em silêncio
Esta forma
olhar devagar
o céu, a tarde
o olho distante
depois
ouvir, sem pressa
a mesma música
do fim

no espelho
no espelho...

3 comentários:

  1. Ah, o espelho!
    Esse mar de mistura primordial do nosso outro nós.
    Recebi o pdf, comecei a ler.
    Marie

    ResponderExcluir
  2. certas paisagens, certas músicas deixam no meu espelho o óbvio que está escrito nos meus olhos e não quero ver.

    bjs

    ResponderExcluir
  3. A suavidade se mistura à melancolia - lindo poema.

    ResponderExcluir