segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

poema , sempre poema...


ETAÇÃO 111

Poeira dentro das mentes
senhoras ocupadas

Outros pontos
desta velha receita

olhando a partida
do trem...
seu velho apito
vaga sombra na lembrança
do menino
velho

as velhas fotos
vagando entre as cartas,
a faca, descansando
e esperando, esperando
e sonhando as veias abertas...


Imagem:http://www.flickr.com/photos/jorgemarazzo/2560561337/

3 comentários:

  1. Parece voltar no tempo... uma estação da sua infância?
    ah, essas memórias.

    ResponderExcluir
  2. Ou é a estação do Expresso 2222???
    Linda!

    ResponderExcluir
  3. oi, Georgio!

    bom, primeiro obrigada pelo convite, mas eu não tenho nada que considere tão bom para ser publicado.
    quanto a seu livro, não é puxa-saquismo, gostei mesmo. destaco mais um: "filosofia pessoal", adorei o "alguns clichês são necessários".

    bjs

    ResponderExcluir