domingo, 1 de fevereiro de 2009

A estrada da vida (Federico Fellini)





Dentro de nós tudo é volátil. Até mesmo as duras perdas que plantamos cá dentro, muito fundo. Os livros nos emprestam folhas para que o domingo não passe em vão.
Corrigir alguns textos, esboçar poemas e rever velhas fotos... Velhos e novos rostos...

Domingo que vem é meu aniversário. Comprarei uns livros para me presentear. Sairei com minha esposa, comeremos fora. E esperarei com paciência o novo dia, para que a contagem recomece...

Neste ínterim lembro dos amigos, dos de perto, e dos de longe. Os amigos. Que sempre estão revolvendo as pedras dentro de cada amigo que os guarda.

Mais sobre a imagem:http://www.flickr.com/photos/desconhecido/353524982/

4 comentários:

  1. Que bom, Georgio, assim o tempo não passa em vão. Contamos os anos e os amigos, além dos bons momentos!
    :-)

    ResponderExcluir
  2. Amigo,
    Até num texto corriqueiro
    sem tese e sem teoria,
    você faz com algum afinco
    muito boa poesia...

    Boa semana e, desde já, "felizes compleaños iminentes."

    ResponderExcluir
  3. quarta feira é meu aniversário, tbm comprei um livro pra me presentear (na dúvida, é melhor garantir um presente... rs). na verdade é um livro que já li, mas vale a pena tê-lo por perto.

    acho que vc nem gosta disso, mas tem um selo pra vc lá no blog. de qualquer forma, sinta-se homenageado.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Tens razão, livro é uma boa companhia!
    Eu e meu esposo também adoramos livros, livrarias e principalmente no domingo, quando opçõs do tipo televisão emburrecem!
    Domingo que vem que bolo!

    ResponderExcluir