domingo, 15 de março de 2009

De qaundo eu menino


Ter a lua
lá no alto
brilhante
distante
e bela

E por ela
esperar
toda noite

Seu espelho
prateado
sua luz
azul
seu exato brilho

Quem não foi
criança?

E da Mãe Lua
tomou benção?


Hoje menino
grande ainda olho a lua
pela janela, de noite
em silêncio, querendo
tomar benção...

Sobre a Imagem, A mãe Lua aparece assim em minha janela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário