terça-feira, 28 de abril de 2009

Quase HAICAIS


I
Quando não saio

Armo-me de pressa

Chegar é mais um detalhe


II

Sob o armário

O necessário e insólito

Abraçam-se em silêncio


III

Não te admires

Os vultos dos espelhos

São tua mais falsa imagem


IV

O vento vai e vem

Entre espaços vazios

Alguns ecos e teus braços


V

As luzes acesas

Em seu balet aéreo

Um grupo de mariposas


3 comentários:

  1. Todos muito lindos!

    Gostei muito do I e do II!

    Maravilha!

    Abraços

    Mirse

    ResponderExcluir
  2. Olá!!
    Vim lhe fazer uma visita!
    Adorei seu blog!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. mas pq "quase"? todos tem imagens concretas e objetivas que encerram a insinuação reticente d uma experiência puramente subjetiva. para mim, isso são haicais completos, sim. parabéns pelos poemas. ao menos, pelos q li até agora...

    ResponderExcluir