terça-feira, 25 de agosto de 2009

Uma semana depois


BELLE ÉPOQUE


“ver e ouvir e sentir são milagres,

como é milagre cada parte

e migalha de mim”

Walt Whitman


Carregar esta multidão de migalhas

filtrar, por olhos, poros,

tirar os óculos.


Enxugar os mesmos milagres,

a projeção destas migalhas

em pequenas fagulhas

pequenos filetes de luz.


E, se quiser me culpar por

decompor as tardes, por arrebatar os

grises que oscilam no azul.


Aceito a acusação...


E restará, enfim, a cena muda,

dos teus olhos,

a vastidão da cena,

e alguns pássaros...


IMAGEM:Google

3 comentários:

  1. Restará a poesia depois de tudo?

    Meu abraço, camarada.
    Sigamos...

    ResponderExcluir
  2. Que poesia é essa!?! Ainda estou zonza...ela penetra nos poros... e acena que antes era muda diz tanta coisa...e até causa espanto...Muitas imagens povoaram por segundos e minutos, e acho q ñ se acabará em minha interna visão...

    abraços

    ResponderExcluir