domingo, 22 de agosto de 2010

Um poema ao Amigo Cazé!

DIÁLOGO

Para Wladimir Cazé



Do alto de sua cisma

um homem ouve as gaivotas,

elas falam,

contam-lhe certos segredos,

e algumas

engasgam no ditame

de certos convites,

outras calam,

do alto da sua cisma o homem ouve,

e vê, no vôo confidente destas aves,

toda a extensão do estrito

universo, quase extinto.

Um comentário:

  1. De poeta pra poeta: esse mar atemporal. Um abraço, Geórgio!

    ResponderExcluir