domingo, 14 de novembro de 2010

De quando falta a poesia.


                                                       Foto: Florival Oliveira





I

O domingo se desgasta na minha janela,
o sol segue,
e esta é a última cena

II
Nos fios do poste,
pardais armam uma silenciosa sinfonia
para o anuncio do gran finale.


5 comentários:

  1. Porra, bicho. Olha a coincidência. Dê uma lida em meu blog. Bom poema

    ResponderExcluir
  2. última cena do domingo
    gran finale de semana

    ResponderExcluir
  3. Lindo na sua brevidade significante, como o Domingo que foge.
    bj

    ResponderExcluir
  4. Comunga com Damário Dacruz:

    GRAN FINALE


    Avise aos amigos
    que preparo o último verso

    A vida
    dura menos que um poema

    E no alvorecer mais próximo
    saio de cena.

    Pena que o Domingo de Damário acabou mais cedo do que esperávamos. Essa vida: difícil espichar um pouquinho a semana quando os relógios já não podem.
    Abraço Georgio.

    ResponderExcluir