domingo, 27 de fevereiro de 2011

Silêncio!





CAELLUM

Hoje só o silêncio,
este vinho,
incômodo e amargo basta.
 
Basta esta luz
impune que rompe
a escuridão dos olhos
em busca de alguma calma.

Calma que envolve
a calva,
cosntrução de clareiras.

Clareiras,
caldeiras que fervem
as nuvens e os céus
em plena expansão de azul.



domingo, 20 de fevereiro de 2011

Um dia de tédio morto em um poema!

DOMINGO

Hoje é domingo
Ultimo dia em aberto

Dia de encerrar sorrisos
E cerrar as portas

-cerrar las puertas-

Dia de fechar os
olhos e abrir infinitos

Hoje é domingo

A TV está ligada,
e os homens, se matam em silêncio.


sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Poema, som e silêncio!











SONATA

Como na calva das nuvens
Desabam em atrevidos trinados
Afinados bem-te-vis

Na sinfonia dos galhos
Sustenidos pardais
Trinam em suave conversa

Folhas invadem a janela
Há luz em meu quarto infestado de bemóis.



sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Para Encontrar os Portais


O grande Nelson , com o melhor da Ficção cinetífica, em  6 Portais.


                                                    Para saber mais, clique nas imagens